Artista chileno reflete sobre consumismo e desenvolvimento com “Trilogia” na Pinacoteca

O arquiteto e artista plástico Manuel Marchant abre nesta quinta (12) a exposição “Trilogia” na Pinacoteca de Jundiaí. A mostra apresenta o trabalho desenvolvido entre 2012 e 2018 pelo artista, intimamente ligada aos seus projetos como arquiteto no Chile, onde vive. A entrada é franca.



Dividida em três partes, a exposição traz, do ano de 2012, “Fábricas”; o ano de 2016, “El Discurso de Diógenes”; e 2017 vem com “En los Bosques de Mashue”. As imagens, criadas como uma série de reflexões visuais, trazem um olhar crítico sobre a ordem social e política nas últimas décadas no Chile, abrangendo, porém, uma reflexão mais universal sobre as características do desenvolvimento e suas consequências para o planeta.


Parte importante de sua arte, seu trabalho possibilita um outro olhar. “O exercício da profissão de arquiteto nos situa plenamente no espaço e no acontecimento urbano e, portanto, na reflexão crítica sobre esse espaço e esse acontecimento”, resume.


A mostra, que será aberta às 19h desta quinta, tem patrocínio do Colegio de Arquitectos de Chile, e prossegue até 14 de outubro, com entrada franca. A Pinacoteca Diógenes Duarte Paes fica na Rua Barão de Jundiaí, 109, e a visitação ocorre de terça a sexta, das 10h às 17h, e sábados e domingos das 9h às 16h.


Ver nota completa aquí

11 vistas

CONTACTO

Tel.: +56 9 9335 0314

E-mail: mmarchantrubilar@gmail.com

SÍGUEME EN REDES SOCIALES

  • Facebook - Circulo Negro
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Flickr - Black Circle